Inspiração & Ideias

Perfil do estilo clássico

Média: 4.4 (31 votos)

Em termos de decoração, a tradição ainda é o que era e o estilo clássico nunca saiu de moda. Marcada por linhas elegantes e ricas, a decoração clássica tem as suas origens na arquitetura grega e romana, onde a opulência e o requinte são os traços mais visíveis e mais apreciados.

  • Requer espaços amplos e altos para poder receber mobiliário e peças decorativas igualmente vistosas, sendo estas o coração do estilo clássico.
  • A própria arquitetura do espaço é fundamental, com tetos, rodapés e paredes trabalhadas, ostentando ornamentações sublimes.
  • Um dos elementos base do estilo tradicional é a mobília em cerejeira, mogno, palissandro ou nogueira, entre outras, mas sempre em tonalidades escuras e dramáticas. O mármore é também ele uma matéria-prima de eleição, nomeadamente nas cozinhas e banheiros.
  • No estilo clássico, todo o mobiliário é antigo ou então assemelha-se a exemplares de outros tempos, tendo sido reproduzidos precisamente com esse objetivo. Além de serem imponentes em tamanho, estas peças destacam-se ainda pela riqueza dos seus ornamentos e vários detalhes trabalhados.
  • É comum a presença de camas com quatro colunas, embelezadas ou não com um dossel pomposo ou mosquiteiros esvoaçantes – proporciona um toque de dramatismo, que é próprio deste tipo de decoração.
  • O estilo tradicional é ainda dominado por cadeiras e poltronas elegantes e graciosas, muitas vezes ornamentadas e estofadas, para não fugir do ambiente dramático para o qual são pensadas. Igualmente intemporal é o uso de mesas de apoio – e não só – com pés arredondados e, claro, trabalhadas ostensivamente.
  • As cozinhas clássicas são muitas vezes decoradas a branco total ou então em madeira. Os banheiros são vistos como verdadeiros espaços sociais, onde não falta nada – desde cadeiras ornamentadas, a apliques e até papel de parede.
  • A paleta de cores é composta essencialmente por preto, bordeaux, azul-marinho e verde-esmeralda, que podem e devem ser combinadas com elementos dourados, prateados, cor de ferrugem e cor de rosa bebê.
  • Para uma sofisticação mais clean, o estilo clássico funciona igualmente bem com branco, creme, cru, bege e diferentes tonalidades de castanho.
  • Os padrões também são parte integrante do estilo clássico, mas são utilizados esporádica e subtilmente para não confundir com o estilo rústico ou cottage. Tradicionalmente, nesta decoração utiliza-se mais os floridos, os adamascados e as riscas.
  • As texturas e os tecidos devem, acima de tudo, complementar-se, sendo relegado para segundo plano, o fato de combinarem ou não na perfeição.
  • Os cortinados longos e dramáticos, em seda, brocado ou veludo, lisos ou com riscas, sempre dentro da palete de cores tradicional, são outra peça chave deste estilo. A decoração de janelas também passa pelo uso de sanefas, com braçadeiras e, muitas vezes, com uma cortina mais pesada a ladear uma outra, mais leve.
  • Os tapetes também têm um destaque especial dentro deste estilo decorativo, sendo sempre espessos e convidativos, muitas vezes cobertos de padrões clássicos e várias cores.
  • Se não estiverem forradas com um papel de parede luxuoso e padronizado, as paredes clássicas requerem obras de arte antigas, onde dominam os estilos retrato ou vida morta, em tela ou impressa em litografia. Também é habitual ver bonitas tapeçarias a adornar, com pompa e circunstância, as paredes.

Em termos de peças decorativas, o destaque vai, sem dúvida, para cristais, porcelanas, prata, latão, candelabros, bustos, livros, espelhos e molduras ornamentadas, lustres, arranjos florais, candeeiros de parede e com abajures em seda… Muitas vezes, os mesmos objetos são utilizados em duplicado para conseguir uma simetria harmoniosa e o toque de requinte que é a decoração tradicionalmente clássica.

 

Crédito Imagem: 1

Decorou ou redecorou um espaço?

Média: 4.4 (31 votos)