Decorar com cor

Decoração: um mundo de cor

Média: 4.5 (76 votos)
Latas de tinta

Quer vá renovar apenas uma divisão ou a casa inteira, escolher a paleta de cores para a decoração é muito importante e um trabalho que deve ser efetuado antes de começar a pintar ou a adquirir móveis e outros objetos. Descubra aqui o mundo das cores, para uma habitação com muito estilo.

Ideia 1

Uma casa deve espelhar a família que lá vive, por isso, considere as suas cores preferidas. Um bom local para começar é no guarda-roupa. Inspire-se também na própria habitação – no interior, pode ir buscar ideias às cores e texturas já existentes na mobília, nos quadros, no chão, nas portas, nas maçanetas, nas pedras bancas da cozinha e do banheiro; no exterior, procure inspiração naquilo que rodeia a casa – o jardim, as árvores ou as flores. O importante é escolher cores de que gosta, com as quais se sente confortável e que invocam pensamentos positivos.

Ideia 2

Um trabalho de preparação requer sempre alguma pesquisa externa. Procure novas ideias e estilos, assim como as atuais tendências, em livros ou revistas dedicadas ao design de interiores e à decoração. Esteja atenta aos cenários da sua série preferida ou, quando for visitar amigos, veja com outros olhos a forma como apresentam a sua casa. Por fim, aconselhe-se na sua loja de tintas, afinal de contas são eles os verdadeiros profissionais da cor!

Ideia 3

Não descuide da luz natural que preenche cada espaço. Se a divisão já recebe muito sol, opte por cores mais subtis; se, por outro lado, estiver à sombra grande parte do dia, escolha um tom mais forte, uma vez que os mais claros vão parecer exageradamente pálidos. A luz artificial também afeta as cores de um quarto, por isso, faça algumas experiências nesse sentido.

Ideia 4

É importante que a cor escolhida combine com a divisão da casa em questão. Ou seja, enquanto locais de convívio, a cozinha, a sala de estar e a sala de jantar requerem cores quentes e alegres – os amarelos, laranjas e vermelhos são cores que estimulam, são fontes de energia e de bem-estar. Por sua vez, as entradas, os corredores, os quartos e o escritório são espaços mais calmos, por isso, as cores frescas são as mais adequadas – os azuis, os verdes e os tons de roxo transmitem paz e tranquilidade, criando ambientes de relaxamento. O branco, o preto e o cinza são cores intemporais: além de equilibrarem qualquer ambiente, combinam com praticamente tudo!

Ideia 5

Apesar destas linhas orientadoras, não existem regras quanto à decoração. Pode perfeitamente utilizar uma cor quente no quarto e uma cor fresca na sala de estar, por exemplo. O mais importante é que goste e que a cor principal escolhida não fere a vista! As cores influenciam o nosso estado de espírito, por isso, avalie como é que se sente em cada divisão atualmente e como gostaria de se sentir. Por exemplo, os tons mais escuros proporcionam uma maior intimidade ao espaço, enquanto os tons mais claros fazem uma divisão parecer maior.

Ideia 6

Escolhida a cor principal, há que combiná-la com outras! Se escolheu o verde, por exemplo, pode adicionar detalhes em castanho e vermelho escuro, com recurso a tapetes, almofadas, cortinas, castiçais ou vasos, entre tantos outros objetos de decoração. Não trabalhe com mais de quatro cores – corre o risco de criar um ambiente caótico!

Dicas coloridas

As amostras de cor são uma boa base para iniciar a escolha da paleta de cores para a sua decoração, mas não deve fazer decisões finais baseadas nas mesmas. O que parece no papel pode não ser igual depois de pintada uma parede. Por isso, não há nada melhor do que pintar algumas partes da divisão que vai decorar com diferentes tons para ver, ao vivo, o que fica bem e quais as cores que realmente gosta. A maior vantagem da tinta é que se não gostarmos ou, se passado algum tempo nos cansarmos da cor eleita, podemos pintar por cima!

No entanto, guarde as amostras finais – vão ser úteis para quando fizer compras para o novo quarto ou sala, ajudando a combinar, na perfeição, os diferentes artigos que vão compor o espaço.

Além de escolher a cor de uma tinta, decidir se quer um acabamento matte ou com brilho também é muito importante. Como o próprio nome indica, um acabamento com brilho proporciona ao espaço um ar mais dramático e mais brilhante, na medida em que reflete mais luz. O matte é menos dramático, mas a sua simplicidade concede uma elegância ímpar a qualquer divisão.

Existem pequenos truques que podem aumentar ou diminuir qualquer espaço da casa: se quiser que o seu banheiro pareça maior, pinte o teto da mesma cor das paredes; se tiver um quarto enorme e quiser torná-lo mais aconchegante, pinte o teto com um tom mais escuro do que aquele que escolheu para as paredes.

Quando a paleta para a sua decoração incluir mais que uma cor, é importante distribui-las proporcionalmente: a cor principal deve ocupar cerca de 60% da divisão e a cor secundária, 30%. Os restantes 10% devem ser preenchidos com um tom complementar, mais escuro ou mais claro.

Outra opção, muito procurada é o papel de parede. Com uma variedade de cores, texturas e padrões por onde escolher, é uma solução original para renovar quatro ou apenas uma parede.

No que toca a cores, as tendências destacam o castanho, amarelo, verde, azul e laranja, sempre muito bem acompanhados dos clássicos branco, preto e cinza.

 

Créditos Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7

Decorou ou redecorou um espaço?

Média: 4.5 (76 votos)