Inspiração & Ideias

Dê vida à sua varanda!

Média: 4.5 (26 votos)

Arrume o estendal, leve aquela pilha de jornais e revistas para o ecoponto e descubra a mais recente divisão da sua casa – a varanda! Muitas vezes sob aproveitado, pode facilmente transformar este espaço num refúgio mágico para usar e abusar em dias de sol e noites de brisa fresca. Um projecto fácil, pouco dispendioso e com um resultado final fantástico!

  • Depois de retirado todo o “entulho” e objectos desnecessários da varanda, comece por tirar medidas e fazer um esboço do tipo de ambiente que gostaria de criar, analisando bem a mobília que pode ou não caber neste espaço muitas vezes reduzido.
  • Se não apreciar o pavimento existente, pode escolher um chão novo, recorrendo a materiais que você próprio pode aplicar. Visite uma loja de bricolage para averiguar as diferentes possibilidades, que podem ir de imitação de madeira, a um material mais confortável que permite andar descalço ou até à construção de um efeito “deck” (tiras de madeira que criam uma espécie de palco ligeiramente elevado).
  • Se esta mudança for muito radical, pode sempre adquirir um tapete em sisal, juta ou tipo “manta de retalhos” para um efeito igualmente bonito. Se o tapete for grande terá a vantagem de não trazer o pó do exterior para dentro de casa e vai ajudar a criar um ambiente familiar, onde apetece descansar, brincar e desfrutar! Uma última dica: se o tapete puder ir à máquina, tanto melhor!
  • O chamado mobiliário de exterior privilegia as fibras naturais, ou seja, materiais como a madeira, verga, palha ou bambu e, como se trata de um espaço que liga o exterior ao interior da casa, os elementos naturais são uma excelente opção.
  • Para uma varanda equipada com estilo, escolha entre cadeiras de realizador, de praia, em lona ou deck. Se for um espaço muito estreito, os bancos (empilháveis de preferência!), um sofá curto encostado a uma parede ou os poufs resolvem bem o problema. Se a sua varanda for mais um terraço, não se contenha e venham as chaise-longues, os sofás pequenos e os cadeirões, para um layout completo e pronto para receber amigos e família. Fique ainda a saber que existem conjuntos completos (mesa e cadeiras) com um sistema de arrumação eficiente que permite empilhar ou juntar todas as peças, de forma a tornarem-se praticamente invisíveis. Perfeito para os dias de chuva ou para quando tiver de fazer limpeza à varanda!
  • Contrastar madeiras escuras com claras, metal com verga ou bambu é o caminho a seguir para um cenário tudo menos monótono e a melhor parte é que provavelmente até tem peças deste género guardadas na garagem à espera de um lugar ao sol… literalmente!
  • Não pode faltar pelo menos uma mesa de apoio, onde possa pousar a sua chávena de chã enquanto aprecia a vista ou até dois pratos para um almoço ao ar livre! Idealize o modelo que melhor se enquadra no espaço de que dispõe e aproveite esta dica: uma arca ou baú tem a função de mesa e ainda serve para guardar as almofadas e mantas da varanda, protegendo-as contra as intempéries e a sujidade indesejada.
  • As cadeiras-baloiço penduradas do tecto ou as redes de pano são um oásis para os preguiçosos e uma óptima forma de embelezar a sua varanda, sem ocupar muitos centímetros!
  • Para que nunca tenha de abandonar a sua varanda, mesmo naqueles dias mais quentes, adquira um guarda-sol – se tiver espaço, é um elemento útil e agradável!
  • Recorra aos biombos para esconder objectos impossíveis de retirar do local, caso do ar condicionado ou parabólica! É uma peça decorativa elegante, que se enquadra na perfeição numa varanda cheia de estilo e que pode ajudar a criar ainda mais privacidade.
  • Agora não se entusiasme de tal forma com a mobília que se esquece de deixar espaço para as pessoas circularem… pelo menos o suficiente para poder voltar a entrar em casa!
  • A partir daqui são os acessórios que vão acabar de definir o espaço – pode manter o cenário puramente natural com tons de bege, verde e castanho ou invocar uma tenda marroquina onde os vermelhos, laranjas ou amarelos ditam o ambiente. Adicione almofadas pequenas aos lugares sentados ou coloque almofadas XXL no chão para poder acomodar mais alguém; exiba uma ou duas estátuas em madeira; encha uma jarra com conchas e pedras; várias mantas para os dias mais frescos e um cesto para revistas ou para guardar os restantes acessórios em dias chuvosos ou nas estações de frio.
  • Quando enfrentado com a escolha dos têxteis-lar para decorar e aconchegar a sua varanda, procure materiais e texturas práticas e que possam ser lavadas na máquina.
  • Um vaso de plantas vistoso e de tamanho XL pode servir de cesto de lixo ou para guardar os brinquedos dos seus filhos.
  • Não se esqueça de acrescentar algum verde e, quando estiver a escolher, compre plantas e flores que sejam resistentes ao sol e à chuva. Em vasos ou canteiros (a condizer com a restante decoração!), pendurados nas grades ou do tecto da varanda, os frutos e as cores brilhantes da Mãe Natureza não podem faltar!
  • Para um toque engraçado, instale uma grade de madeira junto a uma das paredes que irá funcionar como trepadeira, sendo ainda uma excelente maneira de ganhar alguma privacidade frente aos vizinhos mais curiosos!
  • Se tiver um dedo realmente verde, guarde um cantinho da varanda para plantar ervas aromáticas – a sua cozinha vai agradecer!
  • Esvanecida a luz natural do dia, à noite pode e deve continuar a usufruir da sua “nova” varanda, de preferência à luz das velas. Velas anti-mosquitos, velas grandes para pousar no chão ou pequenas para ter em cima da mesa, pode ainda optar por lanternas que funcionam graças aos tealights, estrategicamente posicionadas no chão ou penduradas para ocuparem menos espaço! Para além de criarem um ambiente mais intimista, com as velas não corre o risco de tropeçar em fios que têm de ser esticados para dentro de casa à procura da primeira tomada (no entanto, tenha especial cuidado para não as aproximar muito dos têxteis!).
  • Para um mundo só seu, acenda incenso, ligue um pequeno rádio a pilhas (mais uma vez evite os fios!) para ouvir o Oceano Pacífico e entregue-se à tranquilidade… sozinho, a dois ou em família!
  • Se quiser ir mais longe, pode optar por fechar a varanda por completo (normalmente isto é feito com recurso a vidro) e este espaço passa a estar disponível 365 dias por ano!
  • Concluído o projecto, vai querer mudar-se, de armas e bagagens, para esta “nova” divisão da casa, por isso, aproveite-a sempre que possível! Comece bem o dia com o pequeno-almoço na varanda, veja o pôr-do-sol depois de mais uma jornada de trabalho, leia um bom livro numa tarde de domingo ou jante fora sem sair de casa… de preferência à luz das velas!
Média: 4.5 (26 votos)