Inspiração & Ideias

Como escolher móveis para a sala

Média: 4.2 (45 votos)

Palco principal de qualquer casa, a sala é um convite ao descanso, à reunião familiar e ao convívio com as visitas. Tal como qualquer outra divisão, também esta deve ser um reflexo da sua personalidade – começando pela escolha dos móveis. Para dar vida, conforto e funcionalidade à sua sala, fica aqui tudo o que precisa saber para escolher o mobiliário perfeito!

Sabe o que quer?

Antes de correr porta fora em direção à loja de móveis mais próxima, há que refletir um pouco sobre o espaço que tem à sua disposição e de como gostaria que fosse o resultado final. Liberte o decorador de interiores que há em você e pesquise tudo o que puder, incluindo a casa dos amigos! Se souber que tem uma sala grande ou pequena, que vai ser informal ou formal, que vai ser multifacetada ou apenas utilizada em ocasiões especiais, vai facilitar e muito, a escolha dos móveis adequados.

Centímetro por centímetro

Sem a sua fita métrica e todas as dimensões de cada canto da sala tiradas e anotadas, é impossível escolher, com rigor, os móveis mais adequados a esta divisão da casa. Só assim perceberá quantos sofás vai poder ter, se terá espaço para uma mesa de centro e onde vai colocar o móvel da televisão. O design de interiores tem uma regra de ouro no que toca à disposição de móveis: definir um ponto central na divisão e organizar a mobília em torno desse elemento que, no caso das salas, tanto pode ser a lareira, como as portas de vidro que dão para o terraço.

Sofá sensacional

Escolher o sofá perfeito será, talvez, a sua maior missão no que toca a mobilar a sala… mas não é impossível! Apesar de este ser, à primeira vista, o foco principal da sala (acrescentando responsabilidade à escolha), a verdade é que terá a tarefa facilitada dada a vasta oferta de modelos que tem à sua disposição. Não tem de se limitar ao habitual sofá de três lugares e de dois ou um individual, mas pode inovar com uma chaise longue e duas poltronas ou então dois sofás de dois lugares e alguns poufs. O importante é escolher lugares sentados que se adaptam ao tamanho e ao propósito da sala em questão, por isso, dê especial atenção à escolha das cores e texturas também.

Mesas e móveis magníficos

A verdade é que, tirando os sofás e outros locais de descanso, uma sala de estar não requer muito mais em termos básicos. Talvez a segunda peça mais importante de uma sala esteja empatada entre a mesa de centro e o móvel da televisão: enquanto a primeira tem vindo a cair em desuso (devido às dimensões reduzidas das salas), também uma mesa exclusivamente para a televisão não é tão essencial como antigamente, tendo em conta que os LCDs e plasmas saltaram das superfícies planas para as paredes! Cada caso é um caso, e também neste campo existem diversas opções: mesas empilháveis, um baú que serve de mesa de centro e de espaço de arrumação, um móvel de televisão que acolhe, simultaneamente, o sistema de som e um mini-bar. Independentemente daquilo que escolher, certifica-se que tem, pelo menos, uma mesa para qualquer ocasião e, no caso dos móveis, procure modelos com alguma arrumação porque até na sala se colecionam objetos vários – CDs, DVDs, livros, revistas, mantas… Relativamente às salas mais amplas (sortudos!). Lembre-se dos outros móveis de apoio interessantes, como as estantes para livros ou uma credencial nas costas do sofá, adornada com dois candeeiros imponentes.

Memorize estes números

  • Os lugares sentados não devem estar a uma distância de mais de 2 metros, para permitir e incentivar a boa conversa!
  • Idealmente, cada lugar sentado deve ter 1 mesa de apoio e 1 candeeiro.
  • Dependendo do seu tamanho e forma, a mesa do centro deve estar desviada do sofá entre 50 e 90 cm e não deve ser mais alta do que os seus assentos.
  • As mesas de apoio laterais não devem ser mais altas do que o braço da cadeira ou do sofá que apoiam.
  • Recomenda-se uma distância de, pelo menos, 2 metros entre o móvel da televisão e o sofá.

Espaço extra

Apesar de serem raras, as salas de tamanho EG ainda existem e devem ser aproveitadas até ao último metro quadrado! Há quem opte por juntar à sala de estar a sala de jantar, de criar um recanto para a leitura ou para receber amigos, um cantinho para as crianças ou então um mini-escritório. Em qualquer um dos casos, este gênero de divisões podem ser conseguidas com a disposição adequada do mobiliário, com recurso a um biombo ou simplesmente escolhendo mobília que permita algum espaço livre, separando assim os diferentes ambientes da mesma sala.  

Ponto final

Parabéns! A sala da sua casa já não está vazia e fria – a escolha dos móveis foi um sucesso e sente que realmente são a sua cara! Só que… por mais incrível que seja, uma sala não subsiste apenas com móveis bonitos – está na hora de passar para a segunda fase: agora e para terminar o trabalho, há que caprichar na decoração da sua sala! Divirta-se!

 

Créditos Imagens: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8
Média: 4.2 (45 votos)
Retrato de Luis Felipe Pinheiro Sym Luis Felipe Pin...

Vou usar algumas dessas dicas em casa.

06.08.2011 - 04:06