Inspiração & Ideias

Como decorar um quarto de casal

Média: 4.3 (264 votos)
Quarto de casal

Sinónimo de refúgio e de descanso, o quarto de casal é onde começa e acaba os seus dias, lado a lado com a pessoa com quem partilha a vida. Enquanto uma das divisões mais privadas da casa e que é, por norma, compartilhada por duas pessoas, é importante encontrar um equilíbrio no que toca à sua decoração. Saiba como decorar um quarto de casal, num abrir e fechar de olhos, para noites tranquilas e inesquecíveis!  

Onde começar. Decorar um quarto de casal deve ser um projecto a dois… nada mais apropriado não acha? Comecem por tentar descobrir o tipo de quarto que querem como vosso: minimalista, romântico, contemporâneo ou clássico? Procurem a resposta para esta pergunta ao visitarem várias lojas de mobiliário e decoração ou até feiras da especialidade. Estes locais apresentam várias mais-valias, sendo a principal o poder ver, ao vivo e bem de perto, vários quartos modelos, numa enorme palete de cores e com todos os pormenores decorativos. Não se esqueça que estão a projectar o vosso oásis pessoal, por isso, façam tudo com calma e considerem sempre mais que uma opção, sem esquecer as revistas, os livros e os sites dedicados à arte de decorar.

O essencial. Decidir o mobiliário – para além da cama, há que contemplar as mesas-de-cabeceira, a cómoda, um camiseiro ou dois – depende, em grande parte, da dimensão do quarto e da optimização do espaço que vão conseguir. Ou seja, um quarto estreito pode não ter espaço para uma cómoda de grandes proporções, mas pode encaixar, na perfeição, dois camiseiros altos e esguios. Nesta altura, é necessário tirar muitas medidas, fazer desenhos no papel e até simulações no próprio quarto. Por fim, invistam num bom colchão – a qualidade do vosso descanso vai depender disso!

Cores para a alma. Segue-se a escolha das cores (não mais de três) que, para além de combinarem na perfeição com a mobília, vão pintar o vosso quarto – literalmente nas paredes – e ainda aquelas que vão emprestar pequenos apontamentos coloridos. O ideal é optar por uma palete neutra, de fácil conjugação com outras cores no caso de aqui a algum tempo quererem dar uma lufada de ar fresco ao vosso quarto. Algumas sugestões incluem: os dourados para um tom clássico, os prateados para um look futurista, o branco para um ambiente clean e minimalista, o preto para um quarto elegante e sofisticado, o azul para uma frescura invejável, ou podem ainda marcar a diferença com uma cor quente como o vermelho ou o laranja. Aqui, o arco-íris é o limite!

Aconchego para o corpo. Igualmente importante são os têxteis que vão envolver todo o espaço, começando pela decoração das janelas para um aconchego e privacidade máxima. Depois, há que decidir se vão ou não cobrir o chão: se sim, vão optar por dois tapetes de cada lado da cama, vão acrescentar um terceiro aos seus pés ou vão optar por uma única carpete de grandes dimensões e sobre a qual vai assentar a cama? Não há nada como nos deitarmos numa cama com lençóis lavados, suaves e perfumados, por isso, dê especial atenção à roupa de cama: para além dos habituais jogos de algodão ou flanela, invista em lençóis de seda ou de caxemira para noites especialmente românticas! Um bom edredão é essencial e uma capa reversível permite vestir a cama conforme o seu estado de espírito. Complete o visual com almofadas confortáveis e uma manta fofinha aos pés da cama.

Corações iluminados. Um dos elementos mais importantes num quarto de casal é a iluminação – que deve ser sempre suave e agradável. Um candeeiro de tecto é prático e indispensável, mas são os candeeiros das mesas-de-cabeceira que vão conferir a este espaço um ambiente recatado e longe de tudo: certifique-se que os seus interruptores são fáceis de operar e que não estão muito longe, que os candeeiros não são muito altos ou demasiado baixos e que não tenha de sair da cama para desligar qualquer que seja a luz. Se gostarem de ler na cama, os abat-jours devem ter uma abertura maior em baixo, para concentrar a luz na zona da cama e, consequentemente dos livros; se a leitura não faz parte do vosso ritual nocturno, podem optar por abat-jours com uma maior abertura no topo, dispersando assim a iluminação por todo o quarto.

Paredes que falam. Deixe que as paredes do vosso quarto falem… com uma decoração invejável! Seja com tinta ou papel a cobrir uma ou todas as paredes, a verdade é que o quarto vai ganhar logo outra personalidade, tornando-o único. Se não se querem “prender” a uma única cor ou padrão, as paredes podem ainda ganhar vida com obras de arte – quadros pintados por vocês, de artistas conhecidos, fotografias artísticas ou familiares – conjuguem conforme o espaço pensado. Se preferirem, podem ainda utilizar o espaço das paredes para montar prateleiras ou colocar uma estante até ao tecto para guardarem livros ou relíquias das vossas viagens. Um espelho – rectangular, quadrado, oval, redondo, com ou sem moldura, pendurado ou pousado – fica sempre bem e vai automaticamente fazer com que qualquer quarto pareça maior!

Lugares sentados. Guarde a cama especialmente para vocês, protegendo-a contra tudo e todos ao munir o vosso quarto de lugares sentados alternativos. Um banco debaixo da janela ou aos pés da cama, duas poltronas ou uma chaise-longue são um convite para uma boa conversa no final do dia enquanto trocam de roupa, um espaço para ler, para estar com os filhos ou simplesmente pousar a roupa que vai vestir amanhã! Para além da sua funcionalidade extrema, os lugares sentados criam um recanto agradável e de descanso em qualquer quarto…que é, afinal de contas, o grande objectivo, não é verdade?

Um toque de romance. Para assegurar a presença contínua de um ambiente romântico, mantenham a restante decoração do quarto simples e organizada: várias velas, caixas de madeira para guardar relógios e bijutaria, esculturas de linhas rectas, alguns passepartouts e livros são mais que suficientes. Se conseguirem resistir à tentação, não coloquem uma televisão no quarto (será uma grande distracção e por vezes motivo de discussão se um quer dormir e o outro quer ver as notícias da meia-noite!), optando antes por um pequeno sistema de som para ouvirem música tranquila antes de fecharem os olhos. Em ambos os casos, estes equipamentos devem poder ser “escondidos” sempre que necessário (entenda-se, em noites de paixão!). No caso de existirem crianças, certifique-se que a porta do quarto possa ser trancada e ensine a pequenada a bater antes de entrar! Agora sim, desfrutem do vosso refúgio privado!

Média: 4.3 (264 votos)