Inspiração & Ideias

Como decorar o quarto de uma criança

Média: 4.2 (178 votos)
Quarto de criança decorado

O seu pequenote já deixou as fraldas há muito, está imparável e “reclama” um espaço próprio? Não desespere… preparar e decorar a preceito o quarto da sua menina ou menino pode ser muito mais divertido do que alguma vez imaginou! Com soluções diferentes, para todos os gostos e bolsas, o importante é decorar a pensar no futuro, mas sem esquecer os anos de crescimento que estão ao virar da esquina.

  • Montar um quarto de raiz implica sempre um investimento inicial avultado… ou não. Como cada caso é um caso, comece por visitar algumas lojas de mobiliário e de decoração para se inteirar dos preços actualmente praticados e depois definir um orçamento. É óbvio que vai ver coisas muito giras e fofinhas e que lhe vai apetecer levar tudo para casa… daí a importância de um orçamento: vai ajudá-lo a não comprar impulsivamente, mas antes pesar bem cada aquisição. O resultado final será um quarto com as peças essenciais, de preferência de longa duração, e não um espaço atolado de objectos espectaculares, mas que não se distinguem uns dos outros, atrapalham toda a decoração e vão cansar a família inteira já no próximo mês.
  • Estude bem as dimensões do quarto em questão, para não cair no erro de comprar mobília muito grande ou demasiada pequena. A segurança da criança e o seu bem-estar diário neste espaço devem estar acima de tudo.
  • Se vai comprar uma cama, o ideal é adquirir logo uma cama grande, que sirva o seu filho(a) até à fase da adolescência ou para além disso! Até lá, e se sentir necessidade, proteja o seu pequenote com as grades de segurança que se encaixam debaixo do colchão ou encoste a cama a uma parede.
  • Muitas vezes resolve-se a decoração de um quarto infantil de uma só tacada ao escolher um personagem pelo qual o seu filho(a) esteja apaixonado e aplicá-lo em tudo. O resultado? A cara da Barbie ou do Harry Potter a espreitar em cada canto e esquina: desde lençóis, tapetes e cortinados, até candeeiros, cadeiras, mesas e quadros! Pode parecer perfeito no primeiro dia, semana ou mês, mas a verdade é que até a sua pequena princesa ou príncipe se vai aborrecer com este cenário monótono e mais depressa do que você pensa (hoje em dia eles crescem à velocidade da luz!). Valerá a pena tal investimento? Não se esqueça que o que hoje está na moda, amanhã poderá não estar. Está preparado para, em pouco tempo, ter de começar tudo de novo? Você é que sabe.
  • Se, por outro lado, procura uma decoração a longo prazo, também aqui as soluções são mais que muitas! Comece por escolher uma linha de mobiliário robusto (não se esqueça que os miúdos passam anos sem pararem quietos!), simples (que possa ser conjugado tanto com os gostos de uma criança, como de um adolescente) e funcional (mobiliário que cresça com o seu filho(a), ou seja, camas que se adaptam cada vez que dão mais um “salto”; estantes que depois de acolher brinquedos, podem guardar os livros escolares, etc.).
  • É claro que vai acabar sempre por adquirir algumas miniaturas – uma mesa e cadeiras ou um sofázinho – até porque tudo o que é pequenino tem graça! São objectos que não vão durar uma vida, mas que na sua época fazem todo o sentido! E todos os decoradores têm direito a alguns luxos!
  • Se sempre sonhou dar à sua filha um quarto de princesa, coberta de rosa choque ou rosa pálido de cima a baixo e adornado por metros e metros de rendas e folhos – força! O mesmo aplica-se aos meninos – é azul-bebé e quinhentos carrinhos que quer dentro das suas quatro paredes? Então, vá em frente! Se é com um ambiente desses que o seu pequenote vai delirar, porque não?
  • Se, por outro lado, quiser “fugir” do cor-de-rosa, das flores e do croché, inspire-se na cor preferida da sua menina (quem diz que o seu quarto não pode ser azul, laranja ou amarelo?) ou numa temática que espelhe um dos seus passatempos ou paixões preferidas. Os meninos também podem ter um quarto vermelho, verde ou inspirado na lua! O difícil será escolher entre ideias e temas tão espectaculares como os animais (cavalos, peixes, gatos, borboletas…), a natureza (céu, floresta, praia, campo, sol, estrelas, planetas…), as princesas, os anjos, os cowboys, o circo, castelos e cavalheiros, piratas, dinossauros, a tropa, um jardim zoológico ou uma modalidade desportiva. Escolhido o tema ou a cor principal, há que deitar mãos à obra!
  • Os laços são sempre femininos, mas não são exagerados e podem dar um toque simples, mas especial, quando colocados em torno de um abajour ou atados nos puxadores de uma cómoda. Se, mesmo assim, não conseguir resistir ao cor-de-rosa, utilize-o em pequenos apontamentos ou acessórios, como uma almofada, uma moldura para fotografias ou um cesto para papéis, entre muitos outros! O azul também não tem de ser descurado por completo – um tapete macio, um cesto para a roupa suja ou um tecto pintado com um céu azul e está resolvido!
  • Para conferir um ar de magia ao quarto de uma menina, coloque um dossel na cama, mas opte por um que possa ser removido facilmente quando o seu efeito “cansar” ou a sua princesa se tornar uma teenager ultra moderna. Para fazer as delícias de um menino, monte uma pequena tenda no seu quarto para acampamentos e aventuras muito divertidas. A vantagem? Desmontadas, as tendas ficam praticamente invisíveis e fáceis de arrumar.
  • Outra estratégia importante é tornar o quarto do seu pequenote num espaço multi-funcional, ou seja, para além da zona de descanso, crie uma para brincar e outra para estudar. Vai conseguir um espaço personalizado e manter, em simultâneo, todos os seus objectos pessoais devidamente organizados. E porque são várias as divisões dentro de um só quarto, a regra é: nem demais, nem de menos!
  • Quando se trata de um quarto para a criançada, os cortinados devem ser sempre leves e claros para não “roubar” a atenção do resto do espaço e para permitir a entrada de muita luz natural.
  • É sempre útil adquirir grandes caixas de plástico para guardar brinquedos e roupas de outras estações. Dados o seu tamanho e funcionalidade, até o seu pequenote vai gostar de arrumar as suas coisas; e como estas podem ser empilhadas, acabam por ocupar pouco espaço. Se preferir, invista já num bonito baú de madeira do qual ele/ela possa usufruir já na idade adulta ou, um dia mais tarde, oferecer aos seus próprios filhos.
  • Quando pendurar quadros, posters ou outras peças decorativas nas paredes, não utilize objectos afiados e que possam ser facilmente arrancados, optando antes pela fita-cola ou pelos pins lisos e achatados, que são mais seguros. Certifique-se que as estantes estejam completamente fixadas à parede e não coloque objectos (diga-se brinquedos ou outras tentações que possam levar os pequenotes a trepar!) nas prateleiras mais altas.
  • Se a criança já tem um quarto e a missão é redecorar, aproveite alguns objectos já existentes (ou todos!) e comece por reciclar a mobília, pintando-a de uma nova cor; revitalize as paredes também com outros tons ou coloque papel de parede (evite-o se a criança for muito pequena e com um gosto especial para riscar as paredes!). Pode ainda dar maior destaque à iluminação, com candeeiros que transmitem luzes suaves e reconfortantes. E porque não imortalizar os seus primeiros sapatos ou vestido numa bonita moldura para colocar no “novo” quarto? Alguns dos seus primeiros brinquedos também podem ser incorporados na nova decoração, caso dos peluches ou livros que ficarão bem em qualquer estante, ou até o seu precioso mobile musical para pendurar junto de uma janela.
  • Se a criança for suficientemente crescida para participar neste projecto, deixe-a! Afinal de contas, é ela quem mais tempo vai passar no seu novo quarto! Provavelmente, a sua será a última palavra, mas tente aproveitar algumas das ideias do seu decorador de palmo e meio: inclua a sua cor preferida, assim como um jogo de lençóis ou um quadro com o seu boneco ou desenho animado predilecto. Estimule o artista que há dentro da sua princesa ou príncipe e utilize as suas “obras de arte” para emoldurar e pendurar nas paredes ou dê-lhe um cantinho próprio, alguns pincéis e tintas e deixe-o dar largas à sua imaginação e criatividade! Outros espaços interactivos e engraçados incluem um quadro preto com giz ou um quadro magnético repleto de ímanes divertidos! Se preferir, pode aplicar uma tinta magnética ou uma tinta que produz o efeito de um quadro preto…é verdade, existem mesmo!
  • No fundo, quer-se um quarto acolhedor e com personalidade, onde a sua princesa ou príncipe pode ser uma verdadeira criança!
Média: 4.2 (178 votos)
Retrato de Luis Felipe Pinheiro Sym Luis Felipe Pin...

Como toda criança tem diversos brinquedos fica ai uma dica, comprar camas com baú ou gavetas para otimizar o espaço:

A Costa Rica Colchões oferece camas e cama box com baú, gavetas e camas auxiliar para receber o amigo do filhão.

Acesse o site e veja: http://www.costaricacolchoes.com.br

23.07.2011 - 15:31
Retrato de Cultura do Design Cultura do Design

Uma sugestão na decoração e personalização das paredes para o quarto de uma criança: porque não colocar um tattoo de parede?

São uma alternativa fantástica a imagens e posters, pinturas de parede ou papel de parede para individualizar a parede. A colacação dos motivos é simples e rápida e a
removação dos mótivos é fácil, rápida e sem resíduos.
Pode encontrar vários motivos para a decoração de um quarto de uma criança em www.culturadodesign.com/Tattoos-de-Pared...

16.09.2011 - 08:46