8 dicas para fazer obras em casa sem dores de cabeça

Média: 4.3 (19 votos)
Obras em casa

Quer esteja a construir de raiz ou a fazer algumas remodelações, ter obras em casa nem sempre é fácil e é sempre muito sujo. Para além de se concentrar no objectivo final, existem outras dicas a ter em conta para ultrapassar uma casa cheia de trabalhadores, paredes deitadas a baixo e prazos por cumprir, sem grandes dores de cabeça.

  1. Plano de trabalho 1. Qualquer tipo de obra em casa – seja ela grande ou pequena – precisa de ser planeada ao pormenor antes de ser executada, isto para evitar gastar mais do que pode e um resultado longe daquilo com que inicialmente sonhava. Numa pasta especialmente reservada ao projecto de construção/remodelação, guarde toda a inspiração que resultar da sua pesquisa online e em revistas, assim como orçamentos que deve reunir para poder comparar todas as escolhas de material, tinta, mobiliário e peças decorativas a adquirir. Determinado exactamente aquilo que pretende, faça uma lista e até alguns desenhos para poder transmitir ao empreiteiro.
  2. Referências. Vai entregar as chaves da sua casa, o seu actual e futuro estado a um empreiteiro que é, no fundo, um perfeito desconhecido. Antes de deixar qualquer pessoa deitar paredes a baixo ou reformular por completo a casa de banho da suíte, fale com familiares e amigos que possam ter passado por uma experiência do género ou que conhecem um empreiteiro de confiança. Sentir-se-á mais seguro e confiante se antes de contratar o seu “mestre-de-obras” ouvir elogios a seu respeito ou então se vir, com os seus próprios olhos, o resultado de um trabalho executado por ele.
  3. Plano de trabalho 2. Contratado o empreiteiro, deve reunir com ele antes do início das obras para apresentar o seu projecto e o que pretende, da forma mais clara e directa possível. Recorra à pasta do seu projecto para ilustrar aquilo que diz, aproveitando para esclarecer dúvidas ou fazer perguntas ao empreiteiro – afinal de contas, é ele o profissional, não é verdade? O seu empreiteiro até pode ter conhecimentos de locais onde os materiais de construção são mais em conta ou um carpinteiro que possa fazer o armário que pretende adquirir por metade do preço. Aproveite estas parcerias.
  4. Tudo em ordem. Antes de colocarem a primeira pedra ou partirem a primeira parede, é importante elaborar um contrato onde fica bem explícito quais os deveres do empreiteiro (não se esqueça de falar no assunto da limpeza), o prazo limite da obra, a que horas começam e terminam todos os dias, o valor total do projecto e de que forma vai ser feito o pagamento. Também é útil manter uma agenda de trabalho onde anota diariamente os dias de entrega de material ou mobília, o que foi concretizado, que obstáculos surgiram e como foram ultrapassados – também o empreiteiro deve estar ciente desta agenda, que pode evitar problemas durante ou depois do processo.
  5. Disponibilidade total. Deve tentar rever a agenda de trabalho juntamente com o empreiteiro todos os dias logo de manhã (fazendo um balanço do dia anterior e uma previsão para o actual) ou então no final da tarde (fazendo um balanço do dia e uma previsão para o dia seguinte). Para além disso, mantenha-se sempre contactável – através de um número de telemóvel ou número fixo do local de trabalho – para que no caso de surgir alguma dificuldade ou dúvida, o empreiteiro o possa contactar de imediato, permitindo a rápida tomada de decisões com o mínimo de atraso nas obras.
  6. Alterações inesperadas. Acontecem em todas as obras e mais vezes do que imagina, por isso, é perfeitamente normal que aconteça na sua. Com o decorrer das obras pode já não gostar tanto da cor daquela tinta ou do tamanho do duche; em contrapartida, o próprio empreiteiro pode fazer algumas recomendações. Tenha uma mente aberta e não se restrinja cegamente ao plano de trabalho inicial, principalmente se as alterações propostas trazem grandes benefícios. Confie no seu empreiteiro, até porque ele terá provavelmente muita mais experiência no que toca a obras em casa. E claro, com este tipo de alterações podem vir contas mais baixas ou mais altas, por isso tenha um orçamento minimamente flexível.
  7. Não se esqueça dos vizinhos. Obras em casa é sinónimo de muito movimento e ruído, por isso, não só é importante lembrar-se de limitar as obras aos horários adequados, como será de bom-tom avisar os vizinhos que durante determinado espaço temporal vão decorrer trabalhos em sua casa, assegurando que fará os possíveis para não os incomodar e pedindo desde logo compreensão por quaisquer incómodos causados.
  8. Paciência. Quem vai sentir os maiores dos incómodos associados a obras em casa é você e a sua família, por isso, é importante que todos estejam cientes daquilo que vai acontecer, quando e como, que zonas da casa serão interditas. O maior transtorno, para além de ter a casa cheia de trabalhadores desconhecidos, será o lixo e o pó causado. No entanto, tente não desesperar, nomeadamente porque não lhe interessa perder tempo com limpezas se no dia seguinte estará tudo sujo outra vez. Marque alguns jantares fora para que no final do dia, em vez de desesperar em frente ao estado caótico da sua casa, possa desfrutar de alguns momentos sossegados a sonhar com o resultado final.
Média: 4.3 (19 votos)