Inspiração & Ideias

10 dicas para uma decoração mais verde

Média: 3.9 (18 votos)
Sala ecológica

Nos dias que correm viver sobre o lema verde também significa decorar sobre o lema verde. Independentemente do estilo que prefere ou que predomina em casa, das peças que já possui ou daquelas que pensa vir a adquirir, uma decoração verde é uma questão de adaptação, pequenos gestos que não comprometem o estilo, mas protegem o planeta. Saiba como ser um decorador amigo do ambiente e transforme a sua casa num lar ecológico.

  1. Na escolha do chão, opte sempre pelo linóleo em detrimento do vinil – enquanto o primeiro é produzido com materiais naturais e renováveis, o segundo tem na sua base químicos sintéticos. E quem diz linóleo, diz betão polido, pedra, azulejos de vidro reciclado, cortiça, bambu, eucalipto, qualquer madeira reciclada ou ecologicamente sustentável.
  2. No que toca a decorar janelas, escolha estores produzidos com materiais naturais: bambu, algodão ou linho. O bambu, por exemplo, é extremamente fácil de cultivar e uma planta que cresce à velocidade da luz. Além disso, os estores são um aliado poderoso no que toca a bloquear os raios solares o que, por sua vez, vai diminuir o consumo de ar condicionados durante o Verão.
  3. Utilize apenas tintas ecológicas. As tintas tradicionais contêm elevados níveis de compostos orgânicos voláteis (vapores e químicos) que, além de serem nocivos para a saúde, contribuem para o aquecimento global. As tintas amigas do ambiente – biodegradáveis, recicladas e/ou feitas à base de leite – são menos tóxicas, mais naturais. Tudo isto também se aplica ao papel de parede.
  4. Antes de substituir velho mobiliário, pense nas diferentes formas que pode reciclar o mesmo – pintando de outra cor, substituindo pegas, forrando com um tecido novo, retirando portas, cortando pés ou pernas – mantendo-o assim na mesma ou até noutra divisão. Se vai comprar pela primeira vez, procure etiquetas que denunciam mobília produzida à base de materiais reciclados ou recursos sustentáveis, evitando aglomerados, contraplacados ou outros compostos de madeira que normalmente contêm químicos nocivos como o formaldeído. Não existe mobiliário mais verde do que o antigo ou o vintage.
  5. Evite todo e qualquer artigo que contenha PVC – caixas de arrumação, cestos, cortinas para a banheira, cadeiras… Além de o PVC emitir substâncias cancerígenas que são prejudiciais para a saúde, não é um material biodegradável. Prefira a melamina, um plástico reciclado e muito eco-friendly. 
  6. Dê uma lufada de ar fresco a qualquer divisão com plantas e flores frescas. Além das cores e da vida que trazem, a flora é responsável pelo filtro do ar, livrando-o de químicos tóxicos. Aposte nas palmeiras, fetos, filodendros, clorofitos e gérberas para respirar melhor dentro de casa. 
  7. Os tapetes e carpetes que cobrem o chão da sua casa também podem estar poluindo o ambiente, ora com os seus corantes químicos, ora com os tratamentos anti-nódoas ou até mesmo o seu reverso, revestido com material antiderrapante e muitas vezes altamente tóxico. Escolha andar sobre tapetes reciclados, compostos por fibras naturais (lã ou algodão orgânico), sisal, ervas marinhas ou fibra de coco.
  8. Sabia que, além de viver verde, também pode dormir verde? Na compra do próximo colchão, escolha um modelo feito de lã ou látex natural. Depois, continue na onda com o uso de lençóis fabricados com algodão ou linho orgânicos – cultivados de forma responsável, reduzem também o risco de alergias.
  9. Atualmente, não é difícil encontrar mil e um objetos de design inovadores e reciclados para decorar, com muito estilo, cada canto da sua casa. Começando com velas e têxteis-lar orgânicos, passando por poufs confeccionados a partir de pneus reciclados; ou ainda taças em bambu; cortinas e almofadas em cortiça… divirta-se descobrindo tesouros novos e grandes amigos do ambiente.
  10. Viver verde lá fora é igualmente importante. Se o seu jardim não sobrevive sem litros e litros de fertilizantes, pesticidas, herbicidas e água, considere deixar a sua atual vegetação morrer e substitui-la por musgo ou algo que lhe permita poupar água como tomilho rastejante, trevos ou qualquer relva que seja nativa do seu local de residência e, por isso mesmo, adequada ao clima da região. Se tiver espaço, plante uma ou mais árvores no jardim – além de criarem habitats naturais, as árvores ajudam a arrefecer e a proteger a casa.

 

Crédito Imagem: 1

Decorou ou redecorou um espaço?

Média: 3.9 (18 votos)
Retrato de Anónimo Virginia rafael

parabens
Materia informativa , clara , coerente Parabens

28.03.2013 - 17:36